terça-feira, 3 de agosto de 2010

Hitting Ground

Queridos amiguinhos do Porra, hoje prometo ser bem breve porque eu sei que ninguém curte aqueles posts gigantescos e cheios de letras, certo?

Seria um desrespeito da minha parte começar alguma crítica sem pedir, novamente, um minuto de silêncio praquela que foi, na minha opinião, a maior vilã da série até agora. Uma vampira linda, má e incompreendida, Lorena Krasiki. Ela merecia uma morte muito mais decente e glamourosa, não? Porque é o fim da picada você no alto dos seus alguns séculos de vida morrer pelas mãos da Sookie Haja Saco. Ela se entregou fácil mais foi embora sem descer do salto.



Sabem do que mais? Estou gostando muito das cenas com a Debbie. A Brit Morgan tem dado um show de atuação, fazendo a ex descontrolada e agressiva que esperávamos encontrar quando lemos as crônicas de Charlaine Harris. E a adaptação de determinados capítulos da história para o show foi bem digna.



A cena dentro da van do Herveaux, por exemplo, foi fiel à original, mas nos poupou do Bill estuprando a Sookie, porque era o que acontecia. Depois das coisas bizarras que já vimos nessa temporada, esse pequeno detalhe é, realmente, dispensável.



O Jason é um menino de fases mesmo: às vezes me mata de tédio, às vezes não. Eu curto o jeito que os dois neurônios dele estão sempre brigando e o levando a fazer m*rda. E é mais engraçado ainda quando ele se apaixona e fica com complexos adolescentes e, adivinha, fazendo mais m*erda. Eu não sei se vocês sabem, mas existem as contas oficiais dos personagens da série no Twitter e o @jasonBT é um dos meus favoritos lá, com os melhores tweets. Coisas como “Digitando ‘como fazer metanfetamina’ no Google... Não deve ser tão difícil, muita gente faz em casa...”



Tipo, vocês me deixam falar uma coisinha? Eu não acho que ele vá dar um bom policial, não. Querido, é você quem dá as cartas, não o bandido exigindo drogas. Mais FAIL do que isso só mesmo a peguete péla saco do Hoyt. Típica mulherzinha de cidade pequena, bem burrinha, loirinha e boa cozinheira. Aí me mostram essa porcaria e deixam a Jess fora do episódio. Tipo, brigadão, produção! NOT



Tá, agora chegando a cena que me fez hiperventilar, virar olhinhos e tudo, ui. Geeente, o que foi a pegada violenta e a mordida do Eric na Hadley? Se eu sou ela, fico bem quietinha só pra ele continuar mordendo porque foi... Nossa, deixa pra lá, seria inadequado demais pro horário terminar esse comentário. Agora, apesar de ter outras coisas mais interessantes pra se reparar, vocês viram que ele perguntou por que a Rainha manteve a humana tanto tempo entre os vampiros? Eu sei o que acontece com ela, hehehe. Vamos dizer que a prima da Sookie não vai continuar tão fiel a própria natureza. Achei legal eles insinuarem isso.



O Sam é bobo demais, não? Como é que ele deixa aquele velho caipira e caquético tomar a arma da mão dele daquela maneira? Gostei das cenas envolvendo o ringue de luta dos cachorros, apesar de isso realmente ainda não ter acrescentando muito à história. Mas, ok, nós sabemos que há sempre uma história principal e aquelas chatas que se desenvolvem em segundo plano.



Mas pára tudo que o que eu mais gostei foi do Bill ANDANDO NO SOL! Só não brilhou, né, colega? Olha o respeito com o tio, que ele é chato, pedacinho de banana, mas ainda é macho. Acho que foi o lance do sangue de fadinha mesmo. Apesar dele já ter bebido dela anteriormente, nunca tinha dado a louca de “Ah, vou pro sol, amiga, beijos”. Eu achei bem interessante e, em virtude do grau de problemas no qual a mocinha já está, melhor que o resto da bat galera não descubra que o sangue da Sookeh tem poder.



Quero uma amiga igual à Tara, só digo isso. E ela melhorou muuuito nesses últimos episódios, funciona muito melhor fazendo o tipo corajosa e independente. E nem precisou xingar tanto, ó só.



Momento LSD do episódio, Sookie no reino das fadinhas coloridas que dançam e colhem florzinhas. Cara, como assim? Acho que vocês tinham competência pra fazer uma cena um pouquinho melhor e menos tosca, mas tudo bem. Se eu estou assistindo isso e chega alguém na sala, vão achar que estou me drogando com coisas pesadas mesmo, faz isso não.



Russell Edgington mandou muuuuito bem nesse episódio. Adoro a autoridade e macheza dele, de verdade. Vocês reparam que os gays da série é que são os mais machos mesmo, não? Ele, Lafayette, Jesus...



Adorei terem dado cabo do Magistrado, porra de cara chato do caralho. E cada vez que ele espetava e machucava a Pam, doía em mim. Pelo menos ele realizou o casamento real antes de partir dessa pra uma nem tão melhor assim. Se eu me casar com uma colega, tipo a Sophie-Anne fez, vou querer beijinhos de comadre assim também depois do “E eu vos declaro marido e mulher”.



Mas falando nela, outra que pode sempre aparecer um pouquinho mais. Incrível como quem é diva permanece diva mesmo se estiver sendo espetada por coisas de prata que queimam a pele. Tiffany’s, HSUAHUSAS. Tadinha dela e, novamente, BEM FEITO PRO MAGISTRADO.



Já o Cooter era até bom de se olhar, sempre acho um desperdício matar homens bonitos assim. E vocês viram que o segundo lobinho mais hot de TB era macho pra caramba também, né? Ainda deu uma rosnada antes de o Alcide atirar. Isso mesmo, de banana já basta o Beal. Mas fiquei com peninha dele, dele e da Lolo, a única morte que eu realmente apreciei foi a do chato torturador aí. u_u



“Ai, que lástima!” Eu sei que é espanhol, gente, mas eu adoro quando eles dizem algo próximo de português assim, e o Rei soube desmunhecar na hora certinha pra dar a entonação correta a frase, não? Ui, ui, ui, arriba! E ele vai dominar o mundo mesmo, fato.

Agora, antes de eu me despedir, uma última alfinetadinha. PORRA, até eu faço uma cena de decapitação melhor do que aquela. Fake? Fake sou eu, amigos, aquilo ali forçou até não poder mais.



Beijos e até o próximo episódio. Tá esquentando, adoro, hehe.
Deixem seus comentários.

Lady Lee

4 comentários:

  1. Engraçado, na 1a temporada, Bill já bebia de Sookie, saiu no sol para salvá-la de Renê e pegou fogo... lembra... e agora o sangue dela ficou tão poderoso... esse AB

    ResponderExcluir
  2. Adorei a cena q a Tara chuta o Bill pra fora da van, ri muito! E o Russel também estava ótimo!

    ResponderExcluir
  3. Gente amei a parte do Eric sugando a Hadley, e que pegada ele tem.... Gesuis abana!!!
    A parte da Tara chutando o Bill foi excelente ele merecia isso ri altão...

    ResponderExcluir
  4. senti falta de eric e sookie.

    ResponderExcluir